Antes de iniciarmos o tema do pagamento de boletos, é preciso reforçar que o boleto bancário é uma forma de pagamento exclusivamente brasileira que tem mais de 50 anos de vida. A Febraban (Federação Brasileira de Bancos), aponta que são emitidos mais de 4 bilhões de boletos no Brasil todos os anos. Ou seja, é essencial que a sua empresa entenda como funciona o boleto bancário, para que ela não tenha problemas com o contas a pagar.

Ao longo desse artigo você irá aprender a como gerenciar o pagamento de boletos.

Continue lendo!

Como funciona o boleto bancário?

O boleto bancário é um pagamento oficial, regulamentado pelo Banco Central do Brasil, que é feito de forma ativa pelo cliente (sacado) e não através de uma requisição pelo recebedor (cedente). O segundo identifica o primeiro e estabelece um prazo para que o documento seja pago, a data de vencimento dele.

Isso gera um documento, com formato padronizado pela Febraban, que conta com duas grandes áreas: o recibo do pagador e a ficha de compensação. O recibo vai ser a parte que vai ser entregue para o cliente após o pagamento e a ficha é a que vai ficar com a instituição bancária.

O boleto traz informações como:

  • Sacado: quem vai ser o pagador do valor;
  • Cedente: quem vai ser o recebedor da cobrança, o emissor do boleto;
  • Agência/Código Beneficiário: código relacionado a conta do cedente, agência tem 4 dígitos e código beneficiário tem de 6 a 12;
  • Valor do documento: o quanto custa a transação em moeda corrente vigente naquele país;
  • Vencimento: até quando o sacado tem para quitar o documento;
  • Juros e multa de mora: é quanto sacado tem que pagar por atraso no pagamento. Multa é paga apenas uma vez e juros aumenta conforme o tempo de atraso;
  • Nosso número: sequência de dígitos que compõe a linha digitável e carrega todas as informações registradas no banco;
  • Linha digitável: representação numérica do código de barras que contém código de compensação (3 primeiros dígitos), moeda (4º), data de vencimento (número de dias corridos a partir da data base de 7 de outubro de 1997) e o valor do documento até a data de vencimento (últimos dígitos). Ao todo, pode ter 48 dígitos;
  • Código de barras: representação em barras da linha digital para as máquinas compreenderem;

A partir do recebimento do documento, o sacado faz o pagamento. Se for antes da data de vencimento, o valor cobrado é o especificado ali. Se não, o valor cobrado será acrescentado de encargos de juros e de multa a serem cobrados pelo que está definido no documento.

A partir do pagamento, o valor é depositado na conta da empresa em prazo pré determinado pelo banco. O sistema bancário possibilita que a empresa saiba quais documentos estão abertos, quais foram pagos e quais já caíram, facilitando a organização das finanças.

Como pagar boletos na minha empresa?

A área financeira encontrará um problema que são boletos com pagamento exclusivos em determinados bancos, e isso fará, caso a empresa não tenha conta naquele banco específico, que ela pague manualmente e presencialmente na agência bancária.

E como resolver esse problema?

Através da centralização de todos os pagamentos de boletos e contas com a carteira digital corporativa Banco Útil.

Que é a única solução que centraliza de forma automática e em lote, com agilidade e compliance, o pagamento (compensação) de qualquer boleto. Através de uma aplicação SaaS (software as a service) é possível gerenciar os pagamentos em tempo real, fazer upload ou usar as APIS de integração.

Economizando tempo e dinheiro, com o pagamento de multa e juros, deixando a burocracia de lado.

Quer conhecer mais essa facilidade para o seu time financeiro?